Fontes de energia convencionais: o que são e quais as principais?

fontes-energia-convencionais

As fontes de energia convencionais são aquelas que vem de recursos não renováveis, ou seja, que não são repostas a curto prazo e se esgotam com o tempo. O principal exemplo dessa categoria são os combustíveis fósseis como petróleo, carvão mineral e gás natural.

A matriz energética mundial é centralizada na utilização de recursos energéticos de origem fóssil, principalmente o petróleo (33%), mas também com participação expressiva de carvão (27%) e gás (24%).

O principal problema do uso massivo dessas fontes é a liberação de gases de efeito estufa (GEE) que aumentam a temperatura global, o que gera diversos efeitos, muitos já percebidos atualmente, como:

  • derretimento das geleiras;
  • inundação de áreas costeiras e ilhas;
  • desertificação de áreas férteis;
  • alterações nas estações do ano, entre outros.

Por isso, o controle das emissões de gás carbônico (CO2) e outros gases estufa tem sido uma discussão frequente nas cúpulas mundiais que discutem o clima.

De acordo com o Relatório sobre a Lacuna de Emissões 2019, os países do G-20, grupo das maiores potências econômicas do mundo, são responsáveis por 78% das emissões de CO2.

Então nos próximos anos, o principal trabalho das nações será equilibrar cada vez mais o uso dos tipos de energia convencional para preservar nosso planeta.

Para entender melhor o impacto das fontes de energia convencionais, explicaremos neste post:

  • O que são fontes de energia convencionais?
  • Quais os dois tipos de fonte de energia?
  • Exemplos de energia convencional
  • Vantagens e desvantagens

Boa leitura!

O que são fontes de energia convencionais?

As fontes de energia convencionais são recursos não renováveis que geram energia através da queima, principalmente, de combustíveis fósseis como petróleo, carvão e gás natural.

Além do fato de serem recursos esgotáveis, os tipos de energia convencional liberam resíduos poluentes, especificamente, gases como:

  • Dióxido de Carbono (CO2);
  • Metano (CH4);
  • Óxido Nitroso (N2O);
  • Hexafluoreto de Enxofre (SF6);
  • Hidrofluorcarbono (HFC);
  • Perfluorocarbono (PFC).

A energia nuclear também é classificada como um um tipo de energia convencional.

Quais os dois tipos de fontes de energia?

Os dois tipos principais de fontes de energia são:

  • energias renováveis;
  • energia não renováveis.

Os tipos de energia renovável são recursos que não se esgotam, se renovam rapidamente e não geram resíduos poluentes como:

Já as fontes de energia não renováveis, também chamadas de energia convencional, vem de combustíveis fósseis e da energia nuclear e são mais poluentes.

No Brasil, de acordo com o último Balanço Energético Nacional (BEN) divulgado pela Empresa de Pesquisa Elétrica (EPE), 83% da nossa matriz energética é baseada em recursos renováveis, ficando bem acima dos 25% da média mundial.

matriz-eletrica-brasileira
Matriz energética brasileira

Exemplos de energia convencional

Agora que já contextualizamos o cenário de uso das fontes de energia convencionais, vamos conhecer melhor cada uma delas:

Petróleo

O petróleo é o principal combustível fóssil utilizado atualmente. A sua extração é feita em áreas de bacia sedimentar que concentram grande quantidade de matéria orgânica e sedimentos de rochas solidificadas a milhões de anos.

Esse tipo de bacia pode ser formado tanto em terra quanto no mar.

Um exemplo é o Pré-Sal brasileiro, localizado no litoral da região Sudeste, com um enorme potencial para extração de petróleo. Em terra, o Oriente Médio tem os maiores produtores mundiais: Iraque, Kuwait e Emirados Árabes Unidos.

Do petróleo derivam vários de subprodutos como gasolina, óleo diesel, asfalto, gás de cozinha, dentre outros.

Carvão

Outra das fontes de energia convencionais, o carvão é utilizado como recurso para geração de energia desde a Revolução Industrial.

Ele também é extraído de bacias sedimentares e é formado por restos vegetais (raízes, troncos, folhas e galhos de árvores) sedimentados a milhões de anos.

Quanto maior o tempo de sedimentação, maior o teor de carbono que a rocha concentra. Por isso, o carvão mineral é classificado em quatro tipos:

  • Antracito: é o mais antigo, porém raro. Pode conter até 96% de teor de carbono;
  • Hulha: é o mais encontrado e utilizado atualmente com teor de carbono entre 80% e 90%.
  • Linhita: possui teor de carbono de até 75%;
  • Turfa: rocha mais “jovem” com teor de carbono até 60%.

O carvão é utilizado nas usinas termelétricas para gerar energia e também para a produção de plásticos, tintas, fertilizantes, entre outros.

Gás natural

Junto com o petróleo, outra fonte de energia convencional que pode ser extraída é o gás natural.

Composto por hidrocarbonetos e metano, o gás natural é originado pela decomposição da matéria orgânica fossilizada.

Além de também ser utilizado nas termelétricas, o gás natural é muito usado nos sistemas de aquecimento de água em residências e nos sistemas de aquecimento de ambiente em países de clima frio.

Vantagens e desvantagens da energia convencional

exemplos-energia-convencional

Pelos exemplos acima, dá para perceber o quanto a sociedade atual está vinculada às fontes de energia convencionais.

Isso se justifica porque essas fontes agregam algumas vantagens estratégicas para os países como: 

  • facilidade de extrair e processar as matérias-primas;
  • descoberta de reservas facilitada pela tecnologia;
  • formas de transporte fáceis e acessíveis;
  • custo baixo para operação;
  • taxa de eficiência energética alta.

Porém, todas essas vantagens também trazem desvantagens agregadas importantes e que possuem um impacto global como:

  • geração de resíduos alta, em especial, de gases estufa;
  • contaminação do ar e da água;
  • preço de aquisição muito alto;
  • aquecimento global que impacta toda a vida no planeta.

Por isso, nos últimos anos o uso das fontes de energia convencionais estão sendo reavaliados e medidas para valorizar as fontes de energia renovável estão sendo incentivadas.

Quer um resumo dos tipos de energia? Confira nosso e-book gratuito ‘Tipos de Geração de Energia’ com informações sobre as fontes de energia renováveis e não renováveis e as vantagens e desvantagens de cada uma.

Conheça o Mercado Livre de Energia

O Mercado Livre de Energia é um ambiente de compra e venda onde as empresas negociam diretamente com o gerador ou comercializador de energia.

Além de negociar preço, também é possível escolher o tipo de geração, optando pelas fontes convencionais ou pela energia incentivada vinda de fontes renováveis.

Assista ao vídeo abaixo e descubra se o seu negócio pode migrar para esse mercado:

Conheça a Esfera, converse com um de nossos especialistas e saiba quais estratégias de contratação podem favorecer mais o seu negócio.