Novidades do setor de energia

vantagens-desvantagens-energia-hidreletrica

Vantagens e desvantagens da energia hidrelétrica [LISTA]

A abundância de água no território nacional coloca o Brasil como um dos países que mais aproveita a energia hidráulica no mundo para gerar eletricidade. Como toda fonte de energia, existem vantagens e desvantagens da energia hidrelétrica dentro desse contexto favorável.

Entre as fontes da matriz elétrica brasileira, 64,9% (2021) corresponde a fontes hidráulicas que são utilizadas para geração de eletricidade devido ao alto volume de água dos rios e das características geográficas favoráveis.

Em tempos onde a diminuição das emissões de resíduos poluentes na atmosfera é uma prioridade, contar com a força das águas é uma sorte e, ao mesmo tempo, um desafio para os países manterem o seu abastecimento.

As crises hídricas e a necessidade de estudos sobre como a usina hidrelétrica será instalada para minimizar os impactos são alguns pontos analisados pelos órgãos governamentais.

Para entender melhor quais são as vantagens e desvantagens da energia hidrelétrica, listamos a seguir os principais pontos para entender como o uso dos recursos é gerenciado.

Boa leitura!

Quais as vantagens da energia hidrelétrica?

O território brasileiro concentra 12% das reservas de água doce do planeta e muito desse potencial é usado para geração de eletricidade. Existem três grandes hidrelétricas no país (Itaipu, Belo Monte e Tucuruí), além das CGHs e PCHs, unidades menores, que dão suporte para o abastecimento local.

As principais vantagens da energia hidrelétrica são:

1. É uma fonte limpa e renovável

A primeira vantagem da energia hidrelétrica é que a fonte principal, a água, é um fonte limpa e renovável para geração de eletricidade.

Um país que possui tanto bacias hidrográficas em abundância quanto uma geografia favorável para a instalação de usinas, como é o caso do Brasil, consegue estruturar um bom sistema de geração e distribuição.

A água é utilizada desde os tempos antigos nos moinhos, sem gerar resíduos poluentes como as usinas termelétricas, por isso, é considerada uma fonte limpa e que se renova com o ciclo natural das chuvas.

2. Custo de produção de energia baixo

Outra vantagem da energia hidrelétrica é o custo baixo de produção de energia. A médio e a longo prazo, a manutenção de uma usina necessária é pequena, o que reflete no custo da energia para o consumidor.

O custo de instalação é mais alto, pois são feitos investimentos nos equipamentos, na construção dos reservatórios, barragens, casas de força, além dos estudos ambientais e dos impactos na área.

Atualmente, a digitalização dos processos de gerenciamento das usinas também contribui para melhorar a eficiência e o desempenho das usinas hidrelétricas.

3. Não produz gases do efeito estufa

A geração de eletricidade por meio da energia hidrelétrica também não produz como resíduos gases do efeito estufa, que são responsáveis pela poluição da atmosfera e aumento da temperatura global.

As emissões indiretas vinda dos resíduos orgânicos que entram em decomposição nos reservatórios também não causam impactos significativos e é considerada insignificante, principalmente nas usinas modernas.

4. Produção baseada na demanda

Conseguir manter uma produção de energia baseada na demanda é outra das vantagens da energia hidrelétrica.

Por meio do controle do fluxo de água existente nas usinas, é possível reduzir ou aumentar a produção conforme a necessidade. Isso é útil para atender a demanda em períodos de alto consumo quanto para evitar o desperdício de geração quando necessário.

5. Estrutura responsiva e rápida

A quinta vantagem da energia hidrelétrica é que a estrutura da usina é responsiva e rápida. Quando é preciso aumentar a geração rapidamente, é possível aumentar a vazão de água para gerar mais eletricidade.

A própria estrutura é projetada para permitir uma resposta rápida, assim como permite diminuir o trabalho, voltando a produção normal, depois de um episódio de aumento.

6. Possibilidade de criar usinas secundárias

Como já citamos acima, não existem apenas usinas gigantes como a binacional Itaipu. As usinas menores e que atuam de forma secundária na rede nacional são projetadas para abastecer sub-regiões do país.

O resultado é um custo de distribuição de energia menor, além de impactos reduzidos com a instalação das usinas. Muitas aproveitam a própria estrutura dos rios para fazer uma instalação mais tranquila.

7. Reaproveitamento da água na irrigação

Fechando a lista de vantagens da energia hidrelétrica, temos o reaproveitamento da água que é escoada para a irrigação.

Isso favorece o desenvolvimento da agricultura nas regiões próprias, favorecendo pequenos produtores a gerar renda para diversas famílias. Além disso, a água que sai limpa das usinas ajuda a manter o abastecimento hídrico nos períodos de seca.

Quais as desvantagens da energia hidrelétrica?

Como todo processo, também existem as desvantagens da energia hidrelétrica. Conheça quais são os principais pontos analisados:

1. Influência na flora e a fauna das áreas alagadas

Dependendo do tamanho da usina, é necessário alagar um grande espaço de terra. Isso interfere diretamente na fauna e na flora do lugar e é uma das desvantagens da energia hidrelétrica.

Dessa forma, é preciso existir um planejamento para reequilibrar o habitat natural e até fazer aberturas programadas para permitir a passagens dos rios.

2. Mudanças climáticas

A interrupção do fluxo de água para criar os reservatórios também pode afetar o clima tanto na região quanto nas áreas vizinhas. Por isso, a instalação de uma usina não é um trabalho simples e exige bastante empenho para minimizar essa desvantagem da energia hidrelétrica.

3. Alteração do curso e do nível natural dos rios

Uma vez que uma grande parte do curso da água é barrada e/ou alterada, acontece um desnivelamento do restante do nível do rio. Essa descompensação é considerada para manter um volume viável e ainda garantir que quando for feita a liberação de água, não cause problemas.

Por isso, as usinas são instaladas em bacias hidrográficas volumosas para equilibrar esse desnível.

4. Diminuição da geração nos períodos de seca

Nos períodos de seca, o potencial de geração de eletricidade das usinas é reduzido devido à diminuição da quantidade de água. Quando uma crise hídrica atinge o país, com altos níveis de estiagem, o preço da energia elétrica também é impactado.

Leia também >>> Bandeira de escassez hídrica: o que é e como funciona?

5. Realocação das populações ribeirinhas e nativas

Uma das desvantagens da energia hidrelétrica mais delicadas é a realocação das populações ribeirinhas e nativas das áreas que são inundadas para a construção de uma usina. Isso exige que o governo tenha políticas que garanta a qualidade de vida às pessoas afetadas.

Energia hidrelétrica e o impacto no bolso do consumidor

Mesmo existindo vantagens e desvantagens da energia hidrelétrica, é importante entender que a abundância e a escassez de água interferem nos custos da tarifa de energia no país.

Tanto os consumidores que estão no mercado tradicional quanto os que fazem parte do Mercado Livre de Energia, são afetados pela oscilação da capacidade de geração.

Por isso, se a sua empresa precisa de estratégias mais inteligentes para usar na hora da contratação de energia, você vai gostar de conhecer a Esfera, referência nacional em gestão no Mercado Livre de Energia.

Converse agora com um dos nossos especialistas para saber como economizar até 35% da conta de luz e terceirizar toda a operação de energia elétrica da sua empresa!

Faça também o download do e-book “Tipos de Geração de Energia” e conheça as principais fontes disponíveis e seu potencial de utilização.

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia