Novidades do setor de energia

reducao-custos-operacionais

O que são custos operacionais + como reduzir em 5 passos

A redução de custos operacionais é uma decisão que precisa ser bem avaliada nas empresas para que as ações planejadas resultem em economias vantajosas e não prejudiquem processos que são essenciais.

A pesquisa ‘Desafios dos Empreendedores Brasileiros’, realizada pela Endeavor, analisou o perfil de quase mil empreendedores e apontou em quais áreas eles têm mais dificuldades de gerenciamento. No TOP 3 da pesquisa estão:

  1. Gestão de pessoas;
  2. Gestão financeira;
  3. Burocracias (jurídico e regulamentação).

Aumentos dos custos, geração de receita, crises econômicas, tudo isso impacta especialmente a parte financeira. Sem expertise para lidar com esses pontos, é desafiador manter uma empresa ativa.

A gestão de custos operacionais é uma parte essencial desse trabalho, pois ajuda a contornar os desafios e a tomar decisões certas para equilibrar as despesas e cortar/reduzir onde é preciso.

Continue lendo e entenda a importância de acompanhar e também ter ações consistentes que contribuam para a redução de custos operacionais.

O que é custo operacional?

O custo operacional é toda despesa relacionada ao funcionamento do negócio, ou seja, tudo que é gasto para bancar os recursos necessários que mantêm o trabalho em andamento.

Conhecendo as necessidades da empresa, é possível listar tudo que gera uma despesa e avaliar se é necessário, supérfluo ou se pode ser eliminado ou reduzido.

Os donos de negócio se empenham em economizar dinheiro, mas essa redução de custos operacionais não pode ser feita sem nenhuma estratégia por trás.

Por mais que a tarifa de energia elétrica esteja alta, cada empresa possui uma demanda de energia que precisa ser atendida. Porém, é possível analisar onde ou em quais atividades se gasta mais, o que pode ser feito para reduzir e também pesquisar possibilidades de comprar energia mais barata.

A mesma dinâmica vale para outras despesas e muitas delas podem ser otimizadas mudando um fornecedor ou por meio de regras que estimulem o consumo consciente dentro da empresa.

Leia também: Aprenda como fazer uma campanha de economia de energia elétrica na sua empresa.

Por que reduzir os custos operacionais?

O motivo principal de fazer a redução de custos operacionais é economizar dinheiro. Além disso, existem outros fatores como evitar despesas supérfluas que podem ter um valor baixo, mas são contínuas e causam impacto no montante no fim do mês.

Então, não se trata apenas de uma redução aleatória ou de algo pontual. Dentro da operação de um negócio existem diversas atividades que precisam ser analisadas para identificar se é possível economizar ou pagar menos, sem gerar perda de qualidade no produto ou serviço.

Ao analisar as possibilidades de reduzir os custos operacionais de uma empresa, é importante alinhar as decisões às estratégias do negócio para não perder pontos fundamentais para a produtividade da empresa.

Veja neste outro artigo do blog sobre ‘Gestão de compras: aprenda a fazê-la de forma eficiente!’.

Como fazer a redução de custos operacionais de uma empresa?

Agora que você já sabe o que é e a importância de tomar decisões estratégicas quando se trata de redução de custos operacionais, reunimos algumas dicas simples e fáceis de como colocar em prática para obter bons resultados.

1. Conheça os setores e os processos da empresa

Para que a redução de custos operacionais seja positiva, primeiro, é necessário conhecer as demandas de cada setor da empresa e os processos que são realizados em cada área.

Afinal, todas as operações impactam no valor mensal que a empresa precisa gastar para se manter. Então com uma lista organizada em mãos, a equipe de gestão de custos pode analisar o que cada setor gasta e criar ações de melhoria, sem prejudicar a continuidade dos processos.

2. Invista em tecnologia para otimizar o trabalho

Pode parecer uma dica contra a redução de custos operacionais, mas o investimento em soluções de tecnologia contribui para a diminuição do desperdício.

O próprio trabalho de gestão de custos pode ser mais eficiente se a empresa investir em um software financeiro que agilize as análises. Comprar uma máquina nova ou alugar um equipamento também pode aumentar a capacidade produtiva e demandar menos tempo da equipe.

Lembrando que equipamentos mais modernos são mais econômicos, ou seja, gastam menos energia, o que ajuda a diminuir a conta de luz mensal.

3. Faça adaptações na estrutura física

O desperdício, seja de tempo, matéria-prima, espaço, etc., pode gerar despesas que oneram as contas desnecessariamente.

Para fazer uma redução de custos operacionais inteligente, analise onde a empresa ainda não consegue ser tão eficiente e planeje formas de adaptar a estrutura física para facilitar o desenrolar do trabalho no dia a dia.

Organizar a área de produção para evitar que os funcionários se acidentem em caixas ou ferramentas que ficam espalhadas é um exemplo simples. Porém, se não existir essa atenção, um funcionário pode se acidentar e ficar parado por meses, gerando uma despesa grande para a empresa.

4. Analise o fluxo de caixa e elimine despesas supérfluas

Essa dica para redução de custos operacionais é curinga! O fluxo de caixa mostra todas as saídas e entradas de dinheiro realizadas diariamente pela empresa.

Por isso, é uma ferramenta muito útil para identificar onde são feitos gastos supérfluos. Por exemplo, a empresa tem um custo alto com copos plásticos e decide eliminá-los. No lugar, a equipe ganha canecas ou garrafas que podem ser reaproveitadas e enchidas nos bebedouros.

5. Aumente sua rede de fornecedores

Se a sua empresa depende de um único fornecedor, a chance de você estar pagando muito caro para ele é grande. Então, para contribuir com o processo de redução de custos operacionais, aumente sua rede de fornecedores.

Dessa forma, você garante tanto um preço competitivo por meio da boa e velha pechincha quanto evita ficar desabastecido caso o seu fornecedor principal não possa atendê-lo.

Leia também >>> Gestão de fornecedores: o que é + 6 dicas de como fazer.

Tenha bons processos para gestão de custos operacionais

A redução de custos operacionais passa por diversas áreas de uma empresa e é com essa visão global que a gestão de custos consegue obter bons resultados, sabendo onde investir e no que poupar.

Uma das áreas onde as empresas podem ter mais sucesso é em eficiência energética. A energia elétrica é um recurso essencial que pode ser reduzido sem trazer prejuízo para as operações.

Migrando para o Mercado Livre de Energia, é possível economizar até 35% da conta de luz e terceirizar toda a operação de energia elétrica da sua empresa.

A Esfera é referência nacional em gestão no Mercado Livre de Energia e realiza todo planejamento para migração com análises técnicas e regulatórias minuciosas, detalhando desde o começo até os ganhos a serem gerados.

Para entender as necessidades de sua empresa, fale com um especialista Esfera.

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia