Novidades do setor de energia

gestao-maquinario

Dicas de gestão de maquinário e manutenção para indústria

Com um planejamento bem feito, as indústrias conseguem se antecipar em relação aos problemas em potencial de seus equipamentos e traçarem planos para preveni-los. Essa tarefa faz parte da gestão de maquinário e traz muitos benefícios, especialmente financeiros para as empresas.

Afinal, depois de investir na criação de um conjunto de máquinas modernas para melhorar o sistema de produção, é necessário pensar em formas de otimizar ao máximo a infraestrutura criada.

Nesse caminho, os gestores devem combinar a eficiência dos equipamentos ao seu uso e manutenção corretos, pois isso impacta na gestão de custos de maquinário.

Os gastos com combustível, manutenção preventiva, consumo de energia elétrica, segurança, horas de uso, entre outros detalhes, devem ser analisados para que os processos de produção sejam mais eficientes.

Pensando nisso, reunimos neste artigo algumas dicas de gestão de maquinário para sua empresa aproveitar ao máximo os ativos, sem perder eficiência e produtividade da equipe. Boa leitura!

O que é gestão de maquinário?

A gestão de maquinário é o processo de gerenciamento do uso e dos custos relacionados aos equipamentos que uma empresa possui para executar suas atividades operacionais.

Além dos custos relacionados a compra e utilização das máquinas, também entra na conta os gastos com manutenção, o que garante que a vida útil de cada equipamento seja bem aproveitada, duradoura e melhore o rendimento e os resultados. 

O objetivo é analisar e planejar qual a melhor forma de economizar e onde os custos podem ser mais enxutos. Para isso, a equipe responsável pela gestão de maquinário analisa os custos fixos e variáveis e identifica se existem gastos desnecessários, quais podem ser economizados, etc.

As demandas da gestão de maquinário podem variar de acordo com a atividade da empresa, mas alguns desafios relacionados a essa área são comuns, como economia de energia elétrica, por exemplo.

Para ter uma gestão eficiente, é fundamental investir na criação de um planejamento e em conhecimentos profundos sobre o gerenciamento de ativos para organizar as manutenções, treinamentos e melhores práticas de produção.

5 dicas gestão de maquinário e manutenção

Reunimos a seguir algumas dicas de gestão de maquinários que ajudam na organização geral e que também impactam nos custos, para que você consiga analisar como melhorá-los dentro do seu negócio.

Continue a leitura e aprenda como fazer ajustes positivos nos seus processos de gerenciamento:

1. Faça uma listagem de todas as máquinas

A primeira dica de gestão de maquinário é fazer uma listagem de todos os equipamentos existentes na empresa e que são ativos-chave da produção. 

O objetivo é ter uma visão geral sobre o maquinário que a empresa possui, especificando detalhes como:

  • tipo de máquina;
  • quantidade;
  • preço e ano da compra;
  • data de fabricação, etc.

Esses dados são úteis para avaliar o desempenho das máquinas, a vida útil de cada item e a necessidade de manutenção.

2. Controle os custos fixos e variáveis

Manter um conjunto de máquinas operando com eficiência e sem defeitos gera diversos custos fixos e variáveis para as empresas. Então, ter o controle dos custos relacionados ao maquinário é importante para saber o que pode ser enxugado e o que é essencial.

Os principais custos fixos relacionados a gestão de maquinário se referem aos gastos com cada ativo, mesmo se ele não estiver em uso como:

  • espaço para armazenamento das máquinas;
  • seguro de proteção dos equipamentos (acidentes, falhas, imprevistos);
  • juros e depreciação dos ativos.

Já os custos variáveis envolvem as despesas mensais ou que são realizadas com um determinada frequência como:

  • consumo de energia;
  • combustível;
  • manutenção corretiva (substituição ou reparo de peças);
  • manutenção preventiva (limpeza de filtro, lubrificação, testes de desempenho).

Esses são apenas alguns exemplos de custos e você pode incluir no controle financeiro do seu negócio todos os gastos relevantes.

Controlando os custos fixos e variáveis é possível aumentar o saving em compras e, com isso, potencializar os lucros do seu negócio. Aprenda estratégias eficientes para conseguir um saving vantajoso em cada aquisição com as dicas do e-book ‘Como aumentar o saving em compras’. O download é gratuito!

ebook-saving

3. Planeje as manutenções preventivas

Na gestão de maquinário, o objetivo é executar corretamente as manutenções  preventivas que cada equipamento exige para evitar as manutenções corretivas.

Além da segunda opção ser mais cara, a produtividade da equipe é afetada com as interrupções realizadas para correção e o equipamento também perde valor com isso.

Então, fazer a regulagem, verificar as peças, fazer limpezas, aplicar lubrificantes nas engrenagens, etc. são processos preventivos e que permitem aproveitar o máximo do potencial das máquinas e até prolongar sua vida útil.

Uma forma simples de organizar o planejamento de manutenção preventiva é seguindo a recomendação do próprio fabricante sobre a frequência e o que deve ser verificado periodicamente.

4. Otimize os gastos com energia elétrica

Manter um conjunto de máquinas ativo gera um gasto significativo de energia elétrica, principalmente nas indústrias focadas em alta produção.

Por isso, a gestão de maquinário deve incluir uma análise das possibilidades de economizar nesse recurso. O ponto principal é conseguir reduzir o quanto é pago pela energia, sem interferir no desempenho operacional.

Então, uma boa estratégia é conhecer novas formas de comprar energia. No Brasil, além da forma tradicional de obtenção de energia, existe a possibilidade de migração para o Mercado Livre de Energia.

Nele, os consumidores negociam preços, prazo, volume e forma de pagamento diretamente com as geradoras ou comercializadoras de energia elétrica. Os preços são muito competitivos e é possível alcançar até 35% de redução de custos com energia elétrica.

Confira no vídeo abaixo, como é calculado o preço da energia elétrica no Mercado Livre e como isso pode beneficiar sua empresa:

5. Crie treinamentos para atualização e reciclagem

A longevidade dos equipamentos também depende da operação adequada das máquinas. Então, é importante incluir sessões de treinamento para atualização e reciclagem dos funcionários.

Esse processo de gestão de maquinário é importante tanto para novos quanto para antigos funcionários. Dessa forma, a equipe consegue executar sua etapa da produção com mais eficiência, utilizando técnicas modernas e ágeis.

Conheça mais sobre o Mercado Livre de Energia

Se você se interessou pela nossa dica sobre otimização dos gastos de energia porque é justamente onde as contas da sua empresa são bastante altas, migrar para o Mercado Livre de Energia pode ser a solução que você procura.

Além da liberdade para negociar e a isenção de cobrança de bandeiras tarifárias, sua empresa pode economizar até 35% na conta de luz. Baixe gratuitamente o e-book abaixo e entenda tudo sobre esse mercado:

A Esfera Energia faz a consultoria completa para ajudar empresas a migrarem para o Mercado Livre de Energia. 

Ficou interessado? Converse com um de nossos especialistas.

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia