Novidades do setor de energia

Parque eólico de fonte de energia limpa

Conheça exemplos das principais fontes de energia limpa

Fontes de energia limpa são uma alternativa essencial para reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, principalmente diante do aumento da concentração desse gás no mundo inteiro.

Dados da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) mostram que, mesmo na pandemia, houve um recorde na concentração média de CO2 na atmosfera, alcançando 416,21 partes por milhão (ppm)

Ações devem ser feitas para reverter esse cenário e a energia limpa é um dos caminhos para isso. 

Continue lendo e saiba mais. 

O que é energia limpa?

A energia limpa, também chamada energia renovável, são fontes que não emitem poluentes na atmosfera no processo de geração de energia, como o CO2. Dessa forma, não agravam o efeito estufa e o aquecimento global. 

Por outro lado, fontes de energia como termelétricas são altamente poluentes, pois queimam combustíveis fósseis para gerar energia.

Existe uma necessidade de diversificar a matriz elétrica brasileira, hoje altamente dependente das usinas hidrelétricas. Apesar de serem consideradas limpas, essas usinas não contemplam a demanda de geração de energia em períodos de crise hídrica. Por consequência, as termelétricas precisam ser acionadas, o que é nocivo para o meio ambiente. 

De acordo com informações do Ministério de Minas e Energia (MME), 48% da matriz brasileira hoje é composta por fontes de energia renovável. A maior parte ainda corresponde às usinas hidrelétricas, mas, nos últimos anos, a geração de energia eólica e solar têm ganhado maior representatividade.

Quais são as principais fontes de energia limpa?

Dentre os exemplos de energia limpa, estão:

  • energia solar;
  • energia eólica;
  • energia hidráulica;
  • energia maremotriz;
  • energia geotérmica;
  • energia nuclear. 

Importante destacar que essas fontes de energia limpa não emitem poluentes, mas isso não quer dizer que elas não provoquem algum impacto ambiental. 

Veja detalhes sobre cada uma dessas fontes de energia limpa.

Energia solar

A energia solar é gerada a partir do calor e da incidência dos raios solares, e essa fonte de energia tem uma participação de 2% na matriz elétrica do país. 

Embora ainda seja pouco, os dados da pesquisa citada anteriormente mostram que houve um aumento de 200% nos últimos três anos da energia solar centralizada, enquanto a energia solar distribuída expandiu mais de 2.000%

Entenda aqui o que é geração distribuída e saiba como produzir sua própria energia elétrica.

Energia eólica

A energia eólica é gerada a partir do movimento dos ventos, os quais movimentam turbinas que transformam energia mecânica em energia elétrica. 

O mesmo levantamento do MME mencionado acima mostra que hoje a energia eólica representa 10,9% da matriz elétrica brasileira, ao passo que a expectativa é que alcance 13,6% no fim de 2025.

Energia hidráulica

A energia hidráulica (ou energia hídrica) é obtida a partir da força do movimento das águas, o que ocorre nas usinas hidrelétricas. 

Em se tratando da matriz energética brasileira (fontes de energia com diferentes finalidades além da geração de eletricidade), a energia hidráulica representa 12,4% do total, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Gráfico de pizza com dados sobre a matriz energética brasileira
Fonte: Empresa de Pesquisa Energética (EPE)

Entretanto, dentre as fontes da matriz elétrica brasileira (fontes de geração de energia elétrica), a energia hidráulica tem uma representatividade de 64,9% em relação ao total. 

Gráfico de pizza com dados sobre a matriz elétrica brasileira
Fonte: Empresa de Pesquisa Energética (EPE)

Energia maremotriz

A energia maremotriz é proveniente do movimento das marés, por isso também é chamada “energia das marés”. Ela é obtida a partir das altas e baixas do mar, assim como pelas correntes da água. 

Além de limpa, pode ser considerada sustentável, pois nenhum impacto ambiental é gerado para produzir esse tipo de energia. 

Energia geotérmica

A energia geotérmica é gerada a partir do calor do magma terrestre, ou seja, o calor do interior da terra.. 

O magma é uma formação rochosa que pode alcançar até 6 mil ºC e fica a cerca de 64 km da superfície terrestre. Isso esquenta a água e ela é utilizada para gerar a energia geotérmica, assim como o vapor.

Energia nuclear

A energia nuclear é gerada a partir de reações de fissão e fusão nuclear, o que aquece a água e transforma-a em vapor. Tal vapor faz as turbinas girarem e a energia elétrica é produzida.

O processo é similar ao que ocorre nas termelétricas, mas a diferença é que nestas os combustíveis fósseis são queimados, o que polui o meio ambiente. No caso da energia nuclear, os processos de fissão e fusão não emitem poluentes, por isso ela é considerada uma energia limpa.

Contudo, é importante lembrar que existem riscos de acidentes no processo de geração de energia nuclear, assim como ocorre a produção de resíduos radioativos, o que são desvantagens significativas desse tipo de energia.

Qual a energia renovável mais limpa?

A energia solar e a energia eólica podem ser consideradas as fontes de energia renovável mais limpas. Ambas utilizam recursos inesgotáveis para gerar energia (luz solar e ventos, respectivamente), possuem um impacto ambiental mínimo e não emitem poluentes

Outro aspecto relevante a ser considerado é que tanto a energia solar quanto a eólica não prejudicam o meio ambiente quando são instaladas. É claro que elas têm suas desvantagens, mas ainda assim são duas das principais fontes de energia renovável.

Por exemplo, a energia solar tem um preço elevado e tem intermitência de geração, visto que depende dos raios solares. Já a energia eólica precisa de um parque eólico para comportar os aerogeradores, o qual tem um impacto visual e sonoro. 

Ainda assim, ambas têm vantagens que acabam compensando esses aspectos.

Por que o Brasil tem uma das energias mais limpas do mundo?

O Brasil tem uma das energias mais limpas do mundo, principalmente por conta do seu potencial hídrico, mas também em decorrência da localização do país, o qual está em um ponto privilegiado no mapa em relação à incidência de raios solares e movimento dos ventos. 

Segundo uma pesquisa feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o Brasil lidera a produção de energia limpa considerando os países que compõem o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

O fato é que a energia limpa no Brasil tem um grande potencial de expansão, descentralizando a produção que hoje está voltada principalmente às hidrelétricas. Apesar de essa também ser uma fonte limpa, ela depende muito das chuvas, o que é preocupante em períodos de escassez hídrica. 

Quer saber mais detalhes sobre os diferentes tipos de geração de energia? Confira o nosso e-book gratuito sobre o assunto.

Você sabia que é possível adquirir energia limpa no Mercado Livre de Energia? Nele, as empresas podem negociar preços, prazo, volume e forma de pagamento diretamente com os fornecedores, conseguindo assim ofertas mais vantajosas. 

Fale com um consultor da Esfera Energia e saiba mais!

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia