Novidades do setor de energia

custos-manutencao

O que são custos de manutenção e como diminuí-los na minha empresa?

Se na sua empresa os custos de manutenção são vistos como algo não essencial para os negócios, é hora de repensar essa ideia, pois investir para manter é muito melhor do que gastar para consertar.

A ideia pode ser aplicada desde a gestão de maquinário até os serviços essenciais como energia, água, limpeza, etc. que auxiliam no processo de produção e no funcionamento geral do ambiente de trabalho.

Por isso, criar uma cultura organizacional que valorize a gestão de custos de manutenção é o primeiro passo para que essas atividades sejam mantidas e executadas nos prazos corretos.

Quer aprender como analisar, planejar e reduzir os custos de manutenção? Continue a leitura e confira as principais dicas para fazer um bom planejamento na sua empresa.

O que são custos de manutenção?

Os custos de manutenção são todas as despesas relacionadas a serviços que mantém a organização e o andamento das atividades operacionais de uma empresa como limpeza, compra de ferramentas de conserto, peças de reposição, segurança, reparo de máquinas, mão de obra, etc.

No dia a dia de uma fábrica, por exemplo, podem acontecer várias ocorrências inesperadas, o que é algo normal, porém é importante conhecer as operações para identificar pontos de vulnerabilidade e agir sobre eles com antecedência.

Dessa forma, os gestores de cada setor conseguem saber quais são suas necessidades de manutenção para evitar falhas mais graves que podem prejudicar os resultados.

A vantagem de fazer esse controle é conseguir reduzir os custos de manutenção não só se antecipando a eles, mas também tendo a oportunidade de encontrar soluções com melhor custo-benefício.

Se uma empresa gasta muita energia elétrica devido a utilização de máquinas, ela pode estudar formas de baratear o consumo negociando sua energia no Ambiente de Contratação Livre (ACL).

Por isso, entender os custos de manutenção como uma forma de prevenir problemas maiores e mais onerosos, é muito importante para ter saúde financeira nos negócios.

Quais são os custos de manutenção?

Como destacamos acima, os custos de manutenção envolvem atividades de reparo e conservação relacionadas a diversos setores da empresa como gestão de pessoas, produção, administração, serviços gerais, entre outros.

Alguns exemplos de custos de manutenção são:

  • mão de obra fixa e terceirizada;
    compra de ferramentas;
    estoque de peças de reposição;
  • materiais de manutenção (graxa, lubrificantes, etc.);
  • compra de produtos de limpeza;
  • equipamentos de proteção individual, entre outros.

Ou seja, são investimentos que mantêm as atividades em condições de serem realizadas, sem prejudicar o trabalho da equipe.

Categorias de custos

É importante entender também como os custos de manutenção são categorizados para fazer uma boa análise e planejamento dessas despesas. São elas:

Custos diretos: incluem mão de obra, peças, ferramentas, contratação de serviços, etc.

Custos indiretos: vêm da depreciação dos equipamentos (perda de valor pelo tempo de uso) e de gastos com a reparação de falhas.

Custos induzidos: estão relacionados às interferências que as falhas causam no andamento do trabalho de produção, como despesa com hora extra para compensar o conserto de uma máquina.

Como controlar o custo de manutenção?

Com uma boa gestão de custos de manutenção, é possível controlar o valor dos investimentos e manter a eficiência de cada setor do negócio. Aprenda como alcançar esse resultado com as dicas a seguir:

Planeje-se

Sem um planejamento forte e bem feito, a sua empresa não terá um controle eficiente sobre onde e porque o dinheiro é investido.

Como todos os setores exigem manutenções de formas e em frequências diferentes, pode ser feito um levantamento para registrar quais são os custos de cada um. Dessa forma, é possível identificar onde as demandas são maiores, programar sua execução e acompanhar os resultados.


Tenha um cronograma de manutenção preventiva

Os equipamentos são ativos essenciais e que devem funcionar sem erros, defeitos ou falhas por um longo período. Mas para usufruir de toda a vida útil das máquinas, é necessário que as manutenções preventivas estejam em dia.

Criando um cronograma, fica mais fácil planejar as pausas para momentos mais adequados e que não vão interferir na produção. Além disso, a equipe também pode se preparar e organizar a rotina de trabalho para manter a produtividade.

Crie um esquema para lidar com falhas

Mesmo que o objetivo seja evitar falhas e defeitos, eles podem acontecer em um algum momento. Por isso, é importante ter um esquema definido para saber como agir.

Se uma máquina para ou um grupo de funcionários ficou doente, defina quais serão as medidas tomadas para contornar a situação. Por exemplo: quem deve ser avisado e como a equipe será redistribuída até a volta de todos.

Isso evita o aumento de custos induzidos que podem onerar ainda mais o caixa da empresa.

Tenha bons fornecedores

Outras formas de controlar os custos de manutenção é criar uma rede de bons fornecedores.

Sua empresa terceiriza mão de obra de manutenção? Ter uma empresa parceira que cobre um preço vantajoso para estar sempre à disposição é uma estratégia válida.

Outra área em que é possível economizar, é nos gastos de energia. Com o preço atual em constante alta, encontrar novas possibilidades de compra ajuda na gestão de custos.

No Brasil, existe o Mercado Livre de Energia, um ambiente de contratação exclusivo para empresas negociarem a compra e venda com diversas vantagens. Uma delas é pagar mais barato para atender a demanda de energia necessária.

Dê o play no vídeo abaixo para entender como funciona esse mercado e o processo de migração:

Conheça novas possibilidades de compra de energia

Seguindo as dicas acima, você consegue melhorar a gestão de custos de manutenção de todos os setores da sua empresa, conhecendo melhor o que cada área precisa.

Com essa organização, você também pode investir tempo para conhecer novas possibilidades de investimentos que vão ajudar a modernizar o seu negócio.

A compra de energia é um dos custos que podem ser otimizados, fazendo a migração para Mercado Livre de Energia. Para saber mais sobre esse assunto, recomendamos o download gratuito do e-book:

A Esfera Energia faz a consultoria completa para ajudar empresas a migrarem para o Mercado Livre de Energia. 

Ficou interessado? Converse com um de nossos especialistas.

Saiba tudo sobre o Mercado Livre de Energia